Não preciso levar bandido pra casa pra defender as crianças

 

                Os defensores da redução da maioridade penal nos dão duas opções: concordar com a alteração ou levar menores infratores para casa.  Assim, os que não concordam em entulhar os presídios, já entupidos, com crianças e adolescentes ficam aparentemente sem saída. 

            Trata-se de um golpe baixo. Ora, eu não tenho que levar para minha casa nenhum menor infrator do mesmo jeito que não tenho que levar nenhum mendigo, nenhum drogado, nenhum analfabeto. Tenho é que mostrar que esses seres humanos são o fruto de uma elite financeira burra, voraz e egoísta que há séculos se apropria das riquezas desse País, espalhando a miséria e suas consequências.

A violência é apenas um dos lixos sociais produzidos por essa casta de privilegiados. Mas tem outro: a alienação que faz com que uma parte dessas mesmas vítimas fique do lado dessa elite.  Assim, é mais fácil empurrarem a sujeira que eles fazem para baixo do tapete.

Os poderosos do País são relativamente poucos, mas tem grandes porta-vozes. Financiam e elegem a grande maioria de políticos bandidos do Congresso Nacional para defender seus interesses.  Usam TVs, como a Globo; jornais, como a Folha de São Paulo; revistas, como a Veja, para espalhar suas  “verdades” que por sua vez são assumidas, como suas, por milhões de incautos.

“Menor infrator tem que ir pra cadeia”, “bandido bom é bandido morto”, “todo político é corrupto” e “políticas sociais são bolsa-vagabundos”, são alguns dos motes que eles lançam e que são repetidos apressadamente sob o combustível da revolta irracional.  O incrível é que muitos dos que repetem esses mantras da intolerância ao mesmo tempo professam credos de amor ao próximo. 

Mas a ideia é aceitar que bandidos menores de idade, matem, estuprem e roubem impunimente?  Quem em sã consciência defenderia tais absurdos!

O fato, é que sem atacar a origem do problema estamos condenando as crianças que ainda não foram tragadas para a violência.  Para essa elite continuar agindo tranquilamente não temos nada que lutar para que os depósitos de menores infratores de hoje se transformem realmente em unidades de recuperação socioeducativas.  Melhor para eles nos juntarmos à Globo e reivindicarmos que sejam transferidos das instituições  que hoje são o ensino médio do crime diretamente para as universidades do crime, que são os presídios. 

Mas peraí! Prender dá direito à bolsa-bandido e outras regalias.  Então, por que não mata-los, de preferência a pauladas pra não gastar bala?  Pode-se até pensar em medidas preventivas, matando desde já os filhos dos pobres ou impedindo-os de nascer. Assim se tem a certeza de que eles jamais se tornarão bandidos.  Outra vantagem: o Governo Federal não vai ter mais a desculpa de dar bolsa-família, cotas nas universidades e outros desperdícios do dinheiro público que antes era usado para financiar os pobres banqueiros.

Não.  Eles não têm coragem de defender isso abertamente. Então melhor combater as políticas públicas governamentais e vender o peixe da redução da maioridade penal.  E rápido! Antes que a sociedade descubra onde estão e quem são os bandidos que transformam crianças em bandidos, os verdadeiros bandidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s