Kardec e Marx: visões que se encontram

De Leilton Lima

Allan Kardec e Karl Marx, teriam sido amigos. Os registros dessa relação estariam eternizados em Obras Póstumas, de Allan Kardec e em O Capital, de Marx e Engels. A tese é do pesquisador Espírita Clóvis Nunes (Clique aqui para ouvir).

Analisando os textos de Allan Kardec, “As Aristocracias” e “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, publicados em Obras Póstumas, me surpreendi com algo que vai colocar ainda mais luz nessa chama. O artigo do codificador do Espiritismo revela notáveis semelhanças com a visão marxista, tanto de pensamento como de método.

A exemplo do que fez seu contemporâneo Karl Marx, Kardec observa a História da humanidade para descortinar seu futuro.  Analisando a evolução das formas de poder ao longo do tempo, o codificador do Espiritismo discorre sobre: dominação, abuso de poder, opressão, privilégios, divisão de classes e manipulação de massas.   Denúncias corriqueiras nos escritos de Karl Marx.

É fundamentado na História, enquanto Ciência, que Marx prevê o advento do Socialismo como substituto do Capitalismo.  Kardec, por sua vez, se utiliza do mesmo método para prever o advento de uma sociedade governada por pessoas que reúnam em si inteligência e moral verdadeira, fundamentadas nos princípios da Revolução Francesa: Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

O determinismo histórico presente na teoria Marxista também é ressaltado por Kardec: “Tal estado de coisas não somente é possível, mas chegará, porque é inevitável”, sentencia. Enquanto Marx anuncia essa condição a partir da análise das contradições entre classes sociais em disputa, Alan Kardec chega à mesma conclusão pela observação racional da Lei de Progresso, que impele a humanidade à constante evolução em todos os sentidos.

Kardec também divide com Marx a certeza de que o advento dessa nova ordem social pode ser acelerado.  A diferença é que o mestre de Lion credita essa tarefa, não a uma revolução armada, mas à ação ético-moral dos indivíduos bons, inspirados pelo Espiritismo: “Seguramente, tal estado de coisas não poderia ser a obra de um dia.  Mas se há uma causa que deve apresar-lhe o advento, sem nenhuma dúvida, é o Espiritismo”, afirma.

Coerente com a doutrina que codificou, Allan Kardec propõe não o combate direto às pessoas, mas ao orgulho e o egoísmo que contaminam a sociedade.  Uma lógica irrepreensível, já que a ascensão de uma classe social ao poder dominada ainda pelo orgulho e o egoísmo, inerentes ao ser humano, seria apenas uma troca de agentes da opressão. “Sob o pretexto de igualdade, o pequeno rebaixa o grande apenas para lhe tomar o lugar e se torna tirano por sua vez. Tudo se reduz a um deslocamento de tirania e opressão.”, Alerta.

Fundamentado na Lei de Progresso, Allan Kardec mostra que tais vícios serão derrotados inevitavelmente.   No entanto, esse determinismo não dá aos seres humanos o direito à letargia social e ao conservadorismo. Ao contrário, a posição de neutralidade diante dos malefícios sociais causados pelo orgulho e pelo egoísmo seria uma das causas das reações violentas que vez por outra explodem “pela força das coisas”.   A chegada do novo momento para a humanidade, portanto, deve ser acelerada por homens e mulheres progressistas.

Ecoando a missão atribuída aos Espíritos encarnados na Questão 573, Kardec apela por uma ação firme e direta de nossa parte: “Eliminem das leis, das instituições, das religiões, da educação até os últimos vestígios dos tempos de barbárie e de privilégios, bem como todas as causas que alimentam e desenvolvem esses eternos obstáculos ao verdadeiro progresso.”

Assim como Marx, Kardec aponta o caminho para a realização do sonho acalentado pela revolução francesa, só que não pela força das armas, mas pelo invencível poder do Evangelho libertador.

karleAlan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s